Café volta a ter bons ganhos focado na situação crítica da oferta

Imprimir

O contrato futuro de café arábica de março, tinha, há pouco, na ICE Futures US, alta de 235 pontos, com 247,35 centavos de dólar por libra peso, depois de bater na máxima de 250,75 centavos.

O maio tinha, há instantes, valorização de 230 pontos.

De acordo com analistas internacionais, a sessão se mostra mais uma vez positiva, com compras especulativas e de fundos, permitindo que as cotações atingissem os maiores níveis em mais de 13 anos. Em Londres, os contratos de robusta bateram nos maior patamares em 28 meses.

Segundo analistas internacionais, fatores como os estoques exíguos de café nos Estados Unidos e novs problemas de produção do grão na Colômbia dão suporte aos ganhos, com o mercado conseguindo, inclusive, atingir um de seus primeiros níveis psicológicos, em 250,00 centavos por libra.

"O mercado trabalha com a expectativa de redução da safra de meio de ano da Colômbia devido às chuvas e as novas precipitações que vêm sendo verificadas no Brasil também podem afetar a produção. Temos uma disponibilidade muito tímida e com potencial perda e isso está resultando em um notável movimento dos preços, que sobem consideravelmente", disse Keith Flury, analista do Rabobank.

"A Colômbia sofre com chuvas, com fungos e com a ferrugem, já o Vietnã também teve muitas chuvas e viu sua safra ser afetada e isso reflete no mercado", sustentou Eugen Weinberg, analista do Commerzbank AG.

As exportações de café do Brasil em janeiro, até o dia 28, somaram 2.035.492 sacas, contra 3.234.083 sacas registradas no mesmo período de dezembro, informou o Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil). Tecnicamente, o março na ICE Futures US tem uma resistência em 250,75, 251,00, 251,50, 252,00, 252,50, 253,00, 253,50, 253,90, 254,00 e 254,50 centavos de dólar por libra peso, com o suporte em 245,00, 244,50, 244,00, 243,50, 243,00, 242,50, 242,00, 241,50, 241,00 e 240,50centavos por libra.

Fonte: Agnocafe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *