Café tem segunda-feira lenta no Brasil sem a referência das bolsas

Imprimir
Estiagem afeta as lavouras de café conilon em RO e safra será menor (800 x 450)O mercado físico brasileiro de café teve uma segunda-feira arrastada, de lentidão no Brasil. Não houve interesse de compradores e vendedores, sem a referências das bolsas internacionais de Nova York para o arábica e de Londres para o robusta. As bases de preço seguiram inalteradas.

No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa ficou em R$ 510,00/515,00 a saca. No cerrado mineiro, o preço do bebida boa esteve em R$ 515,00/520,00 a saca.

Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais teve preço de R$ 460,00/465,00 a saca para a safra nova (20% de catação).

O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, teve preço de R$ 490,00/493,00 a saca.

Nova York
A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica não operou nesta segunda-feira..

Câmbio
O dólar comercial fechou as negociações de hoje com alta de 0,18%, cotado a R$ 3,2740 para compra e a R$ 3,2760 para venda. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 3,2650 e a máxima de R$ 3,2860.

Fonte: Agência SAFRAS (Por Lessandro Carvalho) via Safras & Mercado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *