Café Seguro avança nas diversas regiões cafeeiras

Imprimir

O programa Café Seguro, que vem sendo implementado por entidades públicas e privadas, sob coordenação do CECAFÉ reunindo o governo (MAPA, EMBRAPA-café), produção (CNA-SENAR, CNC-COOXUPÉ) e fabricantes de defensivos (SINDAG), após a fase de levantamento da legislação dos vários países que adotam a tabela de LMR – Limites Máximos de Resíduos, deu início à segunda etapa do programa, que consiste na formação de extensionistas e técnicos multiplicadores que divulgarão uma campanha para conscientização dos cafeicultores sobre a importância das boas práticas agrícolas, e em especial sobre o uso correto de agroquímicos.

Com o propósito de ampliar rapidamente a capilarização do Programa junto ao setor produtor, a coordenação do Café Seguro resolveu, além da utilização de reuniões setoriais no âmbito das cooperativas e do SENAR, aproveitar os diversos eventos e congressos cafeeiros que ocorrem tradicionalmente nas principais regiões produtoras para, através de técnicos da Embrapa e dos membros do Consórcio do Café, divulgarem o programa com a realização de palestras e distribuição de material educativo sobre o tema. Até o momento esses dois canais permitiram alcançar um universo em torno de 2.500 multiplicadores e cafeicultores. 

Guaxupé/MG

O início da segunda etapa do programa foi realizada em reunião no auditório da COOXUPÉ, dia 20 de janeiro, com a presença do Diretor-Presidente da COOXUPÉ, Carlos Alberto Paulino da Costa, do Diretor do CECAFÉ, Guilherme Braga; Antonio Miyasaka, Chefe da Divisão de Fiscalização de Agrotóxicos do Ministério da Agricultura; Arlindo Bonifácio Silva, do Ministério da Agricultura; da EMBRAPA Café, Maria Isabel de Oliveira Penteado e Paulo Cesar Afonso; Ari Camargo do IAC; Sebastião Jorge Braga da Regional da EMATER. A reunião de trabalho contou com a presença de 200 técnicos multiplicadores atuantes no Sul de Minas.

Monte Carmelo/MG

Em Monte Carmelo, foi realizada pela COOXUPÉ reunião de trabalho com a presença de 130 técnicos multiplicadores e extensionistas atuantes no Cerrado Mineiro. Presentes o Diretor-Presidente da COOXUPÉ, Paulino da Costa; autoridades do MAPA e da EMBRAPA; Francisco Sérgio de Assis, da Associação dos Cafeicultores da Região de Monte Carmelo; agrônomos do Projeto Educampo; extensionistas e cafeicultores. Os trabalhos foram conduzidos pelo engenheiro agrônomo da COOXUPÉ e membro do GT Café Seguro, Mário Ferraz de Araújo.

Salvador/BA

No dia 09 de março, no 11º Agrocafé, evento que reuniu cerca de 600 participantes, o Diretor-Geral do CECAFÉ, Guilherme Braga, no painel sobre as Estratégias para aumento das exportações brasileiras, fez uma ampla abordagem do programa Café Seguro, destacando seus objetivos voltados para garantir o acesso do café brasileiro para todos os mercados.

Franca/SP

Durante a abertura do 2º SIMCAFÉ – Simpósio do Agronegócio do Café da Alta Mogiana –, organizado pela Cocapec, no dia 10 de março foi realizada a palestra do programa Café Seguro por Saulo Faleiros, agrônomo da Cocapec, para um público de aproximadamente 300 pessoas. Também estavam presentes membros do MAPA e da Embrapa Café.

Manhuaçu/MG

O Programa Café Seguro foi apresentado no dia 19 de março para cerca de 300 produtores participantes do 14º Simpósio sobre Cafeicultura de Montanha, realizado no Parque de Exposição de Manhuaçu e organizado pela ACIAM – Associação Comercial, Industrial e de Agronegócios de Manhuaçu. A palestra foi realizada por Sérgio D’Alessandro, Presidente da SCAMG – Associação de Cafés Especiais de Minas Gerais, e Karen Ariano do Cecafé.

Araguari/MG

Em Araguari, durante o Fenicafé com um público de aproximadamente de 500 pessoas, André Fernandes, da UNIUBE e do Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Café, e Paulo Cesar Afonso Junior, pesquisador da Embrapa Café, apresentaram o Programa Café Seguro.

Próximas Atividades

A Embrapa Café está programando realizar palestra do Programa Café Seguro em todos os eventos do Circuito Sul Mineiro de Cafeicultura, a primeira a ser realizada em Santo Antonio do Amparo no dia 07/abril, pelo pesquisador da Embrapa Café, Dr. Carlos Henrique Siqueira de Carvalho.

Em abril, o SENAR iniciará as palestras no Paraná, e também será dado início à orientação e conscientização de produtores em 22 núcleos e filiais da Cooxupé. 

Fonte: Centro do Comércio de Café do Rio de Janeiro

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *