Café robusta avança safra 33% mais valorizado, aponta Cepea

Imprimir
Na parcial da safra 2016/17 (de jul/16 a 27 de dez/16), o Indicador CEPEA/ESALQ do café robusta, tipo 6 peneira 13 acima, à vista, a retirar no Espírito Santo, registra média de R$ 461,39/sc, forte elevação de 33% sobre o mesmo período da temporada 2015/16, em termos nominais. Em meados de agosto, o Indicador ultrapassou os R$ 500,00/sc de 60 kg e começou a registrar recordes reais praticamente diários da série do Cepea, iniciada em 2001 – a máxima foi atingida em 14 de novembro, de R$ 552,28/sc.

Diante dos expressivos aumentos, pela primeira vez na história, a cotação média do robusta superou a do arábica. Na segunda quinzena de outubro, o Indicador dessa variedade chegou a ficar 13,17 reais/saca acima do Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, posto na capital paulista.

O movimento de alta nos preços do robusta está atrelado à baixa oferta da variedade no mercado nacional, segundos pesquisadores do Cepea. A safra 2016/17 de robusta foi fortemente prejudicada pelo clima seco tanto no Espírito Santo quanto em Rondônia, com recuo de 28% na produção frente à temporada anterior, conforme dados da Conab.

Fonte: Cepea

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *