Café robusta avança na ICE com aperto de oferta

Imprimir
Os contratos futuros do café robusta na ICE fecharam em alta nessa quarta-feira (29), aproximando-se da máxima da semana passada, uma vez que as questões da cadeia de oferta aumentaram o apetite por estoques da bolsa.

O café robusta para março fechou com avanço de 21 dólares, ou 0,9%, a 2.364 dólares a tonelada, tendo tocado anteriormente a máxima de 2.370 dólares, não muito longe do pico de 10 anos em 2.381 dólares da semana passada.

Operadores disseram que os problemas da cadeia de oferta, incluindo a falta de capacidade de embarque de contêineres, desaceleraram o fluxo de café robusta do Vietnã, principal produtor.

As exportações de café do Vietnã em 2021 devem mostrar uma queda de 2,7%, para 1,5 milhão de toneladas, segundo dados do governo divulgados na quarta-feira.

Os estoques válidos de robusta da ICE estavam em 99.020 toneladas, na terça-feira, abaixo das 106.920 toneladas do mês anterior. É a primeira vez desde 2018 que os estoques certificados caem para menos de 100 mil toneladas.

O café arábica para março subiu 3,3 centavos de dólar, ou 1,5%, para 2,289 dólares por libra-peso.

Operadores observaram que as chuvas continuam no cinturão do café no Brasil, impulsionando o desenvolvimento das cerejas e ajudando a melhorar a umidade do solo após uma seca neste ano.

Fonte: Reuters (Por Marcelo Teixeira)