CAFÉ: Quatro brasileiros disputam mundial em Londres

Imprimir

Uma outra Copa do Mundo será o centro das atenções dos brasileiros até o próximo sábado (26), quando terminam os quatro principais campeonatos mundiais de café, que começaram a ser disputados nesta quarta-feira, em Londres, na arena de provas montada no Centro de Exposição Olympia, localizado na região central da capital inglesa. O Brasil está em campo com seus campeões Yara Castanho, Marco de La Roche, Carolina Franco e Felipe Oliveira, que estão disputando, respectivamente, o World Barista Championship (Mundial de Baristas), Latte Art, Cup Taster e o Coffee in Good Spirits.

“Nossos competidores estão muito bem preparados e têm grandes chances de estarem entre os finalistas, pois o nível da competição no Brasil foi bastante elevado”, diz Edgard Bressani, presidente da ACBB – Associação Brasileira de Café e Barista, entidade que promove os campeonatos nacionais. “Os profissionais brasileiros de ponta estão no mesmo nível dos melhores profissionais do mundo em suas respectivas categorias”, comemora Bressani. A participação em Londres conta com o apoio da ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café.

Campeonatos e competidores

Mundial de Baristas: Yara Castanho, da Suplicy Cafés, de São Paulo, que ganhou o certame nacional em 2008 e repetiu o feito em 2009, treinou bastante para o mundial: ela se mudou em fevereiro para Copenhagen, na Dinamarca (país que já venceu quatro dos dez mundiais), para fazer estágio e treinar. Ela terá 15 minutos para preparar quatro ‘espressos’, quatro cappuccinos e quatro drinques de assinatura à base de café, sem álcool, e assim defender o título diante de representantes de outros 55 países.

Mundial de Latte Art – Felipe Oliveira é barista do Lucca Cafés Especiais, de Curitiba, e promete encantar os juízes com desenhos de rosetas e tulipas nos cappuccinos. Ele terá que servir em 8 minutos, dois cappuccinos com latte art (desenhos no leite) idênticos, usando apenas leite e ‘espresso’, além de dois macchiatos e duas bebidas de criação.

Mundial de Coffee In Good Spirits – Marco de La Roche, pelo segundo ano consecutivo representará o Brasil no desafio de preparar um Irish Coffee perfeito. Marco tem formação de barista, é sommelier e desenvolveu um drinque com erva cidreira e esferas de gelo para apresentar aos jurados. O concurso é claramente um incentivo à mixologia e os participantes devem ter muita habilidade ao misturar café com bebidas alcoólicas. Em 10 minutos de competição, deverá preparar dois Irish Coffees idênticos e duas bebidas de assinatura à base de espresso que levem bebida alcoólica em sua composição.

Mundial de Cup Tasters – Carolina Franco, também do Lucca Cafés Especiais, de Curitiba, é desde já, a mais nova concorrente a participar de um mundial – ela só tem 18 anos. O concurso de avaliação sensorial é destinado a provadores com paladares bastante apurados a fim de identificar os melhores cafés do mundo. Esta competição consiste em testes triangulares com café. Três xícaras com café são preparadas. Duas delas são idênticas – com o mesmo café – e a outra é de um café diferente. O objetivo é que o competidor identifique a xícara de café diferente. 

Fonte: ACBB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *