Café: Produtores têm prejuízos com chuva de granizo no Sul de MG e SP; tempo continua instável durante toda a semana

Imprimir
A previsão de chuvas fortes no cinturão produtivo de café para esta semana se confirmou já nesta segunda-feira (3) com o registro de granizo em pelo menos quatro cidades do Sul de Minas Gerais e também municípios do interior de São Paulo, em uma faixa de aproximadamente 3500 metros. De acordo com imagens enviadas pelos internautas do Notícias Agrícolas e reprodução nas redes sociais, a condição climática, inclusive, atingiu lavouras de café da safra 2017/18 e gerou prejuízos para os cafeicultores. (Veja fotos mais abaixo)

Segundo informações reportadas pelo site G1-Sul de Minas, os danos com as chuvas de granizo aconteceram principalmente nas cidades de Cabo Verde (MG), Pratápolis (MG) e Muzambinho (MG). Produtores relataram que as cidades de Campestre (MG), Alterosa (MG), São Pedro da União (MG) e Bom Jesus da Penha (MG) também tiveram chuvas fortes. Já em São Paulo, os municípios de São Sebastião da Grama (SP), São José do Rio Pardo (SP), Vargem Grande do Sul (SP), Divinolândia (SP) e Caconde (SP), foram os mais afetados.

De acordo com o cafeicultor José Geraldo Gomes, diversas lavouras de café na região de Alterosa (MG) foram afetadas pelas chuvas de granizo na segunda-feira. “O estrago foi terrível. Com o granizo e os ventos fortes, minha lavoura teve perdas de muitas folhas e isso impacta a futura safra. Além disso, os botões florais também caíram e agora temos que esperar pra ver se dá pra segurar alguma coisa”, afirma. Poucos produtores na região possuem seguro de suas plantações.

Normalmente, as chuvas de granizo atingem áreas isoladas, como foi o caso, e os prejuízos são pontuais. No entanto, essas fortes precipitações vieram em um momento delicado para as lavouras, uma vez que elas estão próximas de receber a principal florada. Com isso, as preocupações dos produtores só aumentam. A safra 2017/18 do Brasil já deve ser de bienalidade baixa para a maioria das regiões produtoras do país.

Segundo o engenheiro agrônomo da Fundação Procafé, Marcelo Jordão Filho, na região da Mogiana Paulista, as chuvas na segunda-feira foram de 25 a 45 milímetros e os prejuízos dos cafeicultores por lá também foram isolados. Ainda assim, essa condição climática foi bem mais forte do que as vistas nos últimos meses. “Agora, é recomendado que o produtor que teve as plantações afetadas utilize fungicida protetivo à base de cobre nas próximas 48 horas. Isso ajuda nas lesões causadas pelas chuvas e reduz a proliferação de fungos e bactérias”, diz.

Chuva de granizo na segunda-feira em Pratápolis (MG) - Reprodução: Redes Sociais

Chuva de granizo na segunda-feira (3) em Pratápolis (MG) – Reprodução: Redes Sociais

Chuva de granizo na segunda-feira em Pratápolis (MG) - Reprodução: Redes Sociais

Chuva de granizo na segunda-feira (3) em Pratápolis (MG) – Reprodução: Redes Sociais

Chuva de granizo na segunda-feira em Muzambinho (MG) - Reprodução: Redes Sociais

Chuva de granizo na segunda-feira (3) em Muzambinho (MG) – Reprodução: Redes Sociais

Chuva de granizo na segunda-feira em Guaxupé (MG) - Foto Henrique Palma Neto

Chuva de granizo na segunda-feira (3) em Guaxupé (MG) – Foto Henrique Palma Neto

Chuvas de granizo em Monte Belo (MG). Imagens do produtor Marcílio Barbosa de Lima

Chuvas de granizo em Monte Belo (MG). Imagens do produtor Marcílio Barbosa de Lima

Chuvas de granizo em Monte Belo (MG). Imagens do produtor Marcílio Barbosa de Lima

Chuvas de granizo em Monte Belo (MG). Imagens do produtor Marcílio Barbosa de Lima

Chuvas de granizo em Monte Belo (MG). Imagens do produtor Marcílio Barbosa de Lima

Chuvas de granizo em Monte Belo (MG). Imagens do produtor Marcílio Barbosa de Lima

Cafézais atingindos pelas chuvas de granizo na região do Sul de Minas Gerais - Reprodução: Redes Sociais

Cafezais atingidos pelas chuvas de granizo na região do Sul de Minas Gerais – Reprodução: Redes Sociais

Cafézais atingindos pelas chuvas de granizo na região do Sul de Minas Gerais - Reprodução: Redes Sociais

Cafezais atingidos pelas chuvas de granizo na região do Sul de Minas Gerais – Reprodução: Redes Sociais

Fonte: Noticias Agricolas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *