Café mais caro do mundo é servido no Fashion Rio

Imprimir

Enquanto modelos desfilam nas passarelas e anônimos tentam seus minutos de fama nos corredores do Fashion Rio, quem trabalha no evento tem algumas regalias, como desfrutar de cinco minutos de massagem ou degustar um café gourmet. O barista Léo Moço, que foi convidado pela produção para fazer cafés moídos na hora durante os cinco dias do evento, decidiu inovar nesta sexta-feira, penúltimo dia do FR: ele levou o grão Jacu Bird, o mais caro do mundo, para ser degustado durante o evento.

O café deve sua fama à maneira peculiar como é colhido: o pássaro Jacu, uma espécie brasileira que vive na região Sudeste, se alimenta do grão, mas não digere a semente, e o defeca em seguida. Segundo Léo Moço, o pássaro consegue identificar os melhores grãos para se alimentar. "Quanto mais maduro a semente, melhor para fazer o café. Nós, humanos, não temos como saber quando o grão atinge esse ponto, mas as aves sim. Por isso o café é tão especial", explicou o barista.

Logo após ingerir o grão, o pássaro defeca abaixo dos pés de café. Esse material é recolhido e colocado para secar. "Depois de seco, os grãos são separados a mão, um a um, para só então serem torrados", disse Léo Moço. O tempo desde a colheita até a torra do café dura, em média, 25 dias. Por conta desse trabalhoso processo, o quilo do grão Jacu Bird custa R$ 420. "A xícara custa, em média, de R$ 8 a R$ 12", afirmou.

Até o modo de preparo do café é requintado: Léo passa o líquido num coador feito com fios de ouro. "Ele não enferruja e não usa papel, o que é mais ecológico. Com isso também consigo tirar as notas mais saborosas do café", explicou o barista. O grão é produzido somente na sua propriedade, a fazenda Camocim, que fica na divisa de Minas Gerais com o Espírito Santo. A produção anual média é de 2 toneladas, na safra que vai de março a setembro. Os interessados em comprar o café podem acessar o site da fazenda: www.cafecamocim.com.br.

Em tempo: durante a conversa entre a repórter e o barista, uma cliente apanhou uma das sementes do café "in natura" (ou seja, ainda misturadas às fezes do pássaro) e comeu, pensando se tratar de um "petisco". Ao ser advertida do que se tratava, ela levou com bom humor – o que rendeu boas risadas aos que acompanharam a cena. 

O Rio de Janeiro recebeu a temporada de moda verão 2013 entre os dias 22 e 26 de maio com a 21ª edição do Fashion Rio, dando o pontapé inicial para a reestruturação do novo calendário de moda brasileiro. 

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *