Café especial premiado em concurso é vendido por R$ 2.618,75 a saca

Imprimir
cafe-xicara-prova-degustacaoNo dia em que comemorou 25 anos de existência em cerimônia em São Paulo, a Brazil Specialty Coffee Association (BSCA) anunciou ontem também o resultado de seu Concurso de Qualidade BSCA 25 Anos – Pulped Naturals e Naturals 2016.

Os cafés especiais premiados no concurso foram vendidos por preços entre R$ 2.181,25 e R$ 2.618,75 por saca, informou hoje a entidade em nota.

O concurso escolheu os cinco melhores colocados de cada categoria. De acordo com comunicado da BSCA, a Naturals, para cafés naturais (colhidos e secos com casca), o campeão foi o produtor Marcio Borges Castro Alves, de Araxá (MG). A saca do produto foi vendida por R$ 2.614,75.

O segundo colocado na categoria foi Henrique Dias Cambraia, de Santo Antônio do Amparo (MG), seguido pela Fal Holdings Participações Ltda., de Carmo de Minas (MG), Primavera Agronegócios Ltda., de Capelinha (MG), e por Ednilson Alves e Walter Cesar Dutra, de São João do Manhuaçu (MG).

Na categoria Pulped Naturals, para cafés cultivados por via úmida (cereja descascado, cereja descascado desmucilado ou despolpado), o primeiro lugar ficou com a Fal Holdings Participações Ltda., de Ouro Fino (MG). O café da empresa foi vendido por R$ 2.618,75 a saca. O segundo lugar ficou com a Cia. Agropecuária Monte Alegre, de Areado (MG), seguido por Guima Café, de Patos de Minas (MG), Décio Bruxel, de Varjão de Minas (MG), e Primavera Agronegócios Ltda., de Capelinha (MG).

O concurso foi destinado a produtores de café arábica associados da BSCA, com certificação de sustentabilidade vigente. Segundo a associação, a premiação focou a valorização do café por qualidade, e a pontuação alcançada pelos cafés definiu os preços pagos pelos produtos.

Os lotes de cafés (cada um com cinco sacas) foram comprados pelos associados da BSCA Academia do Café, Bourbon Specialty Coffees, Café do Mercado, Cafebras, Cambraia Cafés, CarmoCoffees, Interagrícola, Lucca Cafés Especiais, Octavio Café e Suplicy Cafés Especiais.

Fonte: Valor Econômico (Por Alda do Amaral Rocha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *