Café especial: participação do Brasil em evento na Europa pode gerar US$ 42 mi em negócios

Imprimir

Paulo Kawasaki — Delegação brasileira que participou da SCAE World of Coffee 2015, na Suécia, fechou aproximadamente US$ 10,7 milhões em negócios; há expectativa para a concretização de mais US$ 31,5 mi em acordos firmados.

 

Sob a bandeira do novo posicionamento de branding "Brazil. The Coffee Nation", a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) conduziram as ações da delegação brasileira na SCAE World of Coffee 2015 na Suécia, considerada a principal feira do setor na Europa. A ação faz parte do projeto setorial Brazilian Specialty and Sustainable Coffees, desenvolvido em parceria pelas entidades.

 

Os brasileiros apresentaram e serviram os cafés especiais de diversas regiões do País, coados e espresso, em um estande estrategicamente montado para evidenciar a imagem de sustentabilidade, sofisticação e futuro da cafeicultura nacional, expondo o respeito a questões ambientais, sociais e econômicas através das imagens do novo posicionamento “Brazil. The Coffee Nation”.

 

No evento, o setor de cafés especiais brasileiro realizou aproximadamente US$ 10,7 milhões em negócios e há a expectativa de que outros US$ 31,5 milhões sejam concretizados através dos contatos realizados. “Recebemos muitos elogios pela nova forma de apresentação dos nossos cafés especiais. O estande esteve lotado durante todo o tempo, inclusive nas sessões de cupping, e os valores de negócios fechados e a concretizar demonstram que os europeus sempre primaram pela qualidade da bebida e sabem que o Brasil, a nação do café, possui o que desejam para suprir essa busca pela excelência”, destaca Vanusia Nogueira, diretora executiva da BSCA.

 

CAMPEONATO MUNDIAL DE BARISTAS

A participação nacional também foi marcada pela participação de baristas brasileiros nos campeonatos mundiais. Três profissionais de empresas associadas à BSCA se destacaram nas competições internas, organizadas pela Associação Brasileira de Café e Barista (ACBB), e representaram o País no mundial de cada categoria. Carolina Franco, do Lucca Cafés Especiais, foi a representante na categoria Brewers Cup; Edimilson Generoso, da 3 Irmãos Corretora de Café, representou o Brasil na categoria Cup Tasters; e Eduardo Affonso Scorsin, também do Lucca Cafés Especiais, atual campeão brasileiro do Coffee in Good Spirits, conquistou o quarto lugar no mundial dessa categoria.

 

SOBRE O PROJETO

O Brazilian Specialty and Sustainable Coffees é desenvolvido em parceria pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e tem como foco a promoção comercial dos cafés especiais brasileiros no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos produtos nacionais em todo o mundo e posicionar o Brasil como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas no País.

 

O projeto visa, também, expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros. Iniciado em 2009, a vigência do atual projeto vai de abril de 2014 ao mesmo mês de 2016 e os mercados-alvo são Estados Unidos, Japão, Coréia do Sul, Reino Unido e Austrália. As empresas que ainda não fazem parte do projeto podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones (35) 3212-4705 / (35) 3212-6302 ou do e-mail exec@bsca.com.br.

 

Mais informações para a imprensa

BSCA – Assessoria de comunicação

Paulo André Colucci Kawasaki

(61) 8114-6632/ ascom@bsca.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *