Café arábica sobe mais de 4% na ICE para atingir a máxima de quase uma década

Imprimir
Os contratos futuros do café arábica na ICE subiram mais de 4% nesta quarta-feira, para sua máxima em quase uma década, impulsionados pelo aperto na oferta nos principais mercados consumidores.

O café arábica para março subiu 4,4% para 2,3475 dólares por libra-peso, após tocar o pico de 2,3580 dólares, a máxima desde janeiro de 2012.

Operadores disseram que os atrasos nos embarques da América do Sul, bem como o clima adverso das safras na Colômbia e na Ásia, ajudaram a alimentar a alta nos preços.

“Altos custos de frete e atrasos nos embarques da América do Sul para a Ásia estão contribuindo para os preços do café”, disse o gerente de ativos WisdomTree em relatório na quarta-feira, acrescentando que as chuvas excessivas causadas por La Niña também prejudicaram a produtividade da Colômbia, segundo maior produtor do mundo de café arábica.

O café robusta para janeiro subiu 0,7% para 2.256 dólares a tonelada.

Fonte: Reuters (Por Marcelo Teixeira)