Café arábica fecha em queda na ICE

Imprimir
graos de cafe verdeOs contratos futuros do café arábica negociados na ICE tiveram forte queda nesta segunda-feira, à medida que lockdowns relacionados à Covid-19 geram preocupações com perspectivas de demanda, enquanto os crescentes estoques certificados pela bolsa e a desvalorização do real no Brasil também eram fatores baixistas.

O contrato março do café arábica fechou em queda de 2,25 centavos de dólar, ou 1,8%, a 1,2145 dólar por libra-peso, após atingir uma mínima de 1,1910 dólar no início da sessão, menor nível para o primeiro contrato desde meados de dezembro.

Operadores disseram que o movimento da moeda brasileira, o real, que atingiu o mais baixo patamar desde novembro, exerceu pressão baixista sobre as cotações.

O real mais fraco faz com que os preços de commodities negociadas em dólar subam nos termos da moeda local, podendo estimular as vendas por produtores do Brasil.

Operadores acrescentaram que o aumento recente nos estoques certificados pela bolsa também pressionou o mercado. Os estoques certificados de café arábica atingiram 1,49 milhão de sacas nesta segunda-feira.

Fonte: Reuters