Café: apesar de safra recorde, retração vendedora proporciona altas

Imprimir

 Após bater recorde entre dezembro/11 e janeiro/12, as cotações do café robusta perderam sustentação ao longo do primeiro semestre deste ano, segundo dados do Cepea. Porém, no início oficial da safra 2012/13, em julho, o movimento de valorização do grão foi retomado.

Isso tem ocorrido mesmo com a temporada sendo recorde – a Conab estima que foram colhidas 9,713 milhões de sacas de 60 kg no Espírito Santo. De acordo com agentes consultados pelo Cepea, a valorização nos últimos meses pode ser explicada principalmente pela retração dos vendedores, que estão capitalizados.

Como os maiores gastos já foram saldados no período de adubação e colheita, produtores têm segurado as vendas, comercializando apenas o necessário para cobrir as pequenas despesas. Do outro lado da negociação, torrefadoras nacionais têm realizado negociações mais pontuais, apenas em momentos de maior necessidade.

Fonte: Cepea

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *