Café: Adido do USDA aponta safra brasileira 2012/13 em 55,9 milhões de sacas

Imprimir

O adido do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) no Brasil apontou a safra brasileira de café 2012/13 em 55,9 milhões de sacas, com aumento de 13,6% no comparativo com a safra 2011/12, indicada pelo USDA em 49,2 milhões de sacas. O incremento deve-se especialmente ao aumento na produção do arábica por conta da bienalidade da lavoura cafeeira, sendo 2012/13 um ano de alto ciclo produtivo. Além disso, o adido cita o bom potencial produtivo do robusta (conillon), principalmente no estado do Espírito Santo.

O adido estima a safra 2012/13 de arábica em 40,2 milhões de sacas, 15,8% a mais que em 2011/12 (34,7 milhões de sacas). Já a safra de robusta é colocada em 15,7 milhões de sacas em 2012/13, 8,3% acima do colhido em 2011/12 (14,5 milhões de sacas).

Como comparação, enquanto o adido do USDA estima uma safra 2012/13 brasileira de 55,9 milhões de sacas, a Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) apontou a mesma safra no seu segundo levantamento em 50,45 milhões de sacas. O número do USDA é, dessa forma, 10,8% superior à estimativa do governo brasileiro.

   O adido prevê exportações totais de 34,0 milhões de sacas em 2012/13 (julho/junho), com incremento de 12,2% sobre 2011/12, quando os embarques foram indicados em 30,3 milhões de sacas. A subida do dólar contra o real estimula uma maior agressividade e competitividade do café brasileiro, diz o adido do USDA.

Os estoques finais de 2012/13 estão indicados em 2,926 milhões de sacas, com aumento de 63,8% contra 2011/12 (1,786 milhão de sacas).

O consumo interno brasileiro, segundo o USDA – com dados da Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC) -, deverá subir para 20,76 milhões de sacas em 2012/13, crescimento de 3,5% no comparativo com 2011/12 (20,060 milhões de sacas). As informações partem do USDA.

Fonte: Safras & Mercado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *