Brasil deve colher safra recorde de café; presidente do CCCMG comenta

Imprimir

O levantamento divulgado na quinta-feira (10) pela CONAB mostrou que o Brasil deve colher uma safra recorde de café, com 50,45 milhões de sacas do grão. Minas Gerais, estado que mais produz o grão, deve colher 26 milhões de sacas da cultura.

Esses dados são muito diferentes em relação à primeira estimativa, divulgada em janeiro pela companhia, que previa até 52 milhões de sacas. Para o presidente do Centro de Comércio de Café de Minas Gerais, Archimedes Coli Neto, caso a previsão se confirme, existe um equilíbrio muito grande entre produção e demanda. O Brasil consome cerca de 20 milhões de sacas anualmente e exporta em torno de 30 a 32 milhões de sacas, o que causa equilíbrio ao mercado.

“A previsão da Conab no café arábica é semelhante à previsão do mercado. Existe, nesse sentido, a possibilidade do mercado trabalhar justo. Já o mercado internacional vem em compasso de espera. Existe uma previsão de abastecimento normal e a expectativa de uma espera de uma safra entrando no Brasil. Então, o importador se acomodou e está num compasso de espera. Na medida em que os estoques internacionais comecem a cair o Brasil vai começar a exportar mais e o mercado deve melhorar”, completa Neto.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *