Beber dois cafés por dia pode reduzir em 43% o risco de cirrose

Imprimir

Todos os anos, em todo o mundo, mais de um milhão de pessoas morre de cirrose hepática. Um estudo recente feito por especialistas da Universidade de Southampton vem agora explicar que quanto mais café bebermos por dia, maior é a redução do risco de ter cirrose. Uma chávena por dia pode diminuir 22%, duas chávenas 43%, três chávenas 57% e quatro 65 por cento.

A investigação pesquisou os dados de nove estudos anteriores que envolveram 430 mil participantes, dos quais 1990 tinham cirrose. Em oito desses estudos analisados, sempre que se aumentava o consumo de café em duas chávenas por dia, o risco reduzia substancialmente. A cirrose hepática pode ser causada pelo consumo em excesso de álcool, doenças do sistema imunitário, hepatite e doenças do fígado gordo. “A cirrose é potencialmente fatal e não há cura”, disse Oliver Kennedy, autor do estudo. “Portanto, é significativo que o risco de desenvolver cirrose possa ser reduzido pelo consumo de café, uma bebida barata, ubíqua e bem tolerada.” 

Mas, por enquanto ainda não é claro de que modo o café beneficia a saúde do fígado. “O café é uma mistura complexa que contém centenas de compostos químicos e não se sabe qual deles é responsável por proteger o fígado”, referiu.

A investigação não pretende que as pessoas que não bebem café passem a consumir grandes quantidades diárias. Até porque pode ser uma má ideia. Segundo um estudo publicado em 2013, beber cinco ou mais chávenas por dia aumenta a quantidade de gordura armazenada no abdómen.

Fonte: Visão [Portugal] (Sónia Calheiros)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *