Bahia vence Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café

Imprimir

O microlote de café produzido por Eufrásio Souza Lima no Sítio Boa Vista, em Barra do Choça ( Bahia), é o campeão do 10º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café. Promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), o concurso é disputado pelos Estados produtores que inscrevem os lotes representativos da qualidade de seus cafés, selecionados em certames oficiais. “De modo geral, os cafés finalistas dessa 10ª edição do concurso foram considerados de ótimos a excelentes pela Comissão Julgadora, embora a qualidade geral da safra tenha sofrido com secas ou chuvas excessivas”, diz Américo Takamitsu Sato, presidente da entidade.

De acordo com a Comissão Organizadora, os problemas climáticos ocorridos nesta safra não permitiram aos Estados inscrever um número maior de lotes. “A Bahia concorreu somente com este microlote; Minas Gerais também concorreu apenas com um lote de Café Natural, e o Espírito Santo não enviou amostra representativa. São Paulo inscreveu 3 lotes, um em cada categoria (Natural, Cereja Descascado e Microlote) e o Paraná 2 lotes (Cereja Descascado e Microlote)”, diz Nathan Herszkowicz, diretor executivo da ABIC.

Os sete lotes inscritos foram analisados detalhadamente pela Comissão Julgadora no laboratório do CPC – Centro de Preparação de Café do Sindicafé – São Paulo, e provados, às cegas repetidas vezes, em duas avaliações: pela metodologia do PQC – Programa de Qualidade do Café, da ABIC, para café torrado, e pela metodologia da SCAA – Specialty Coffee Association of America, para grão verde.

Leilão de 3 a 10/12
As empresas interessadas em participar do leilão, que acontece a partir desta terça-feira, 3, e segue até dia 10, já podem se inscrever, bastando preencher a declaração de compromisso de compra que está disponível no site www.abic.com.br. Os lances deverão ser dados presencialmente ou via internet, para o e-mail cristiane@abic.com.br. O lance mínimo aceito para todos os cafés finalistas será R$ 513,80, ou 50% acima da cotação BMF/Bovespa de 29 de novembro para contratos com vencimento em março na ICE Futures US.

O concurso é aberto a indústrias, cafeterias, restaurantes e demais pessoas jurídicas interessadas. No dia 12 de dezembro será divulgado o resultado do leilão, cujos lances fazem o ranking final do concurso.

É admitida a formação de consórcio, podendo ser arrematado todo um lote ou apenas 1 saca. Os lotes das categorias Café Natural e Cereja Descascado são de 8 sacas cada; os Microlotes são de 2 sacas. O regulamento completo está no site da ABIC.

Os cafés adquiridos no leilão pelas empresas serão industrializados e chegarão ao mercado em abril, em embalagens numeradas de 250 gramas, compondo a 10ª Edição Especial dos Melhores Cafés do Brasil.
Para a ABIC, o grande objetivo do concurso seguido da edição especial é mostrar que os melhores cafés do Brasil estão à disposição dos brasileiros, e isso se traduz na melhoria contínua da qualidade e no preparo dos lotes, já que incentiva os cafeicultores na busca da excelência da sua produção, visto que os preços pagos são bem acima dos de mercado. Para as indústrias e cafeterias, ter um café campeão é um grande apelo de marketing e de diferenciação.

Confira o resultado final do 10º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café

 

 

 

Fonte: Tempo de Comunicação (Marília Moreira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *