Aumento na demanda e estoques baixos causam alta no preço do café

Imprimir

O preço do café teve alta expressiva na terça-feira na Bolsa de Nova York. O que está puxando esse aumento é um relatório da Organização Internacional do Café, que apontou queda de 6% na safra mundial. A notícia mexeu com os preços.

Em Nova York, os contratos com vencimento em setembro fecharam o dia com valorização de 5,5%. Na comparação com a semana passada, a alta é de 18,4%.

Em Franca, São Paulo, a saca do café fino saiu R$ 300, alta de 5% em uma semana.

Com o preço alto, os negócios na Cooperativa de Franca, em São Paulo, registraram queda.

No armazém, estão estocadas 30 mil sacas de café. A quantidade é bem inferior à desta época do ano passado, quando haviam 150 sacas guardadas. Com os estoques baixos e a alta nas cotações da bolsa de Nova York, o preço subiu.

“O mercado sempre se corrige. E estava tendo uma correção agora muito em cima desse cenário de estoques muito baixos. Mas na nossa cooperativa nunca entramos numa safra com os estoques tão baixos”, falou Anselmo Magno de Paula, gerente da Cocape, Cooperativa de Cafeicultores e Agropecuaristas.

O café conilon permanece com preço estável. Em São Gabriel da Palha, no Espírito Santo, a saca foi vendida por R$ 169.

Fonte: Globo Rural Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *