Apesar do clima, safra de café deve crescer 14% em 2012

Imprimir

De acordo dados divulgados nesta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa para a safra de café deste ano é de produzir 50,8 milhões de sacas, ou três milhões de toneladas do grão. Um número 14,2% maior do que o produzido no ano passado.

Esse crescimento é puxado, principalmente, pela produção do café arábica, um tipo de café mais especial, cultivado em regiões com altitude acima dos 1,2 mil metros, e que representa 75% da produção nacional em grão, e apresentou uma alta de 15% na produção deste ano.

No primeiro semestre deste ano, 20% do café brasileiro exportado foi “café de qualidade”, termo usado para designar uma café de qualidade mais elevada.

Por ouro lado, de acordo com o presidente do Conselho Nacional do Café, Silas Brasileiro (foto: divulgação CNC), a expectativa é que a safra deste ano não seja tão boa como previsto inicialmente, em função de problemas climáticos. “Tivemos, primeiramente, muita seca. E depois, muita chuva, dois fatores que, em excesso, comprometem a qualidade dos grãos produzidos”, afirmou.

De acordo com dados divulgados na sexta-feira 10 pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), o consumo de café no Brasil bateu a marca de 20 milhões de sacas, entre maio de 2011 e abril de 2012, o que significa um aumento de 3% em relação ao período anterior correspondente (maio de 2010 a abril de 2011).

A expectativa da entidade era de alcançar um crescimento de 3,5% no período, porém, mesmo com os números um pouco abaixo do esperado, a Abic continua prevendo uma demanda interna de 20,41 milhões de sacas de café até o final deste ano.

Com isso, a meta de se ter um consumo interno de 21 milhões de sacas, proposta em 2004 pelo setor, tem chances de ser atingida no ano que vem.

Fonte: Isto É – Revista Dinheiro via CNC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *