Apesar da alta nas cotações, cafeicultores de Minas Gerais temem prejuízo com a safra atual

Imprimir

O cenário positivo para o café nas cotações internacionais e também no mercado interno anima o produtor brasileiro, mas não é suficiente para acabar com as preocupações do setor, que agora referem-se aos altos custos da produção e à redução da qualidade de sua safra por conta das chuvas excessivas.

No estado de Minas Gerais, o custo médio hoje está entre R$400 e R$450 dependendo da região, e além disso há o impacto das chuvas das últimas semanas, que fizeram o café perder qualidade e muitos grãos caírem ao chão. O custo de mão de obra também aumentou,o que contribui para o atraso na colheita.

De acordo com Jerônimo Giachetta, presidente do Sindicato Rural de Cabo Verde, cerca de 30% do café arábica da região já estão prejudicados. “Se o problema de qualidade persistir, teremos custos acima de R$500 a R$550 reais”, revela. Os produtores temem que as altas dos últimos dias no preço de comercialização não cubram o prejuízo com a quebra de safra.

Para Rodrigo Dutra, analista da XP Investimentos, não deve sobrar café no mercado. A orientação, para quem possui grãos de qualidade, é que segure as vendas para realizá-las mais adiante, quando os preços estarão mais valorizados com as previsões de novas chuvas.

Segundo o coordenador comercial da Cooparaíso, Gilson Aloise de Souza, os produtores que sofreram com as condições climáticas devem continuar insistindo em fazer qualidade no terreiro, pois dessa forma o prejuízo será menor.

A previsão para as próximas semanas é de mais chuvas para o estado de Minas Gerais, o que pode prejudicar ainda mais a qualidade dos grãos, e dar sequência às altas nas cotações.

NOTA: Safras estima colheita 2012/13 no Brasil em 46 por cento até meados de julho

A colheita de café da safra brasileira 2012/13 foi indicada em 46% até 12 de julho. O número faz parte do levantamento semanal de SAFRAS & Mercado para a evolução da colheita da safra. A colheita está atrasada em relação a igual período do ano passado, quando 61% da safra 2011/12 estava colhida. Na semana passada, a colheita estava em 40%.

Tomando por base a estimativa de SAFRAS para a produção de café do Brasil em 2012/13, de 54,9 milhões de sacas de 60 quilos, é apontado que foram colhidas 25,31 milhões de sacas (46%) até 12 de julho.

Fonte: Comarca de Garça

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *