Altas externa e do dólar elevam preços do robusta no BR, aponta Cepea

Imprimir
De acordo com pesquisas do Cepea, os valores domésticos do café robusta têm registrado certa recuperação, influenciados pelas elevações nos preços futuros da variedade e do dólar e também pelo aquecimento na demanda.

Nessa terça-feira, 3, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 acima fechou a R$ 281,21/saca de 60 kg, avanço de 0,5% em relação à terça anterior, 27 de agosto.

Apesar da maior liquidez, agentes apontam que o volume de café da safra 2019/20 nas mãos de produtores ainda é significativo.

Até a última semana de agosto, esse montante correspondia de 55 a 45% do total produzido no Espírito Santo, segundo agentes consultados pelo Cepea.

Já em Rondônia, essa quantidade é inferior, uma vez que a maior parte produzida na safra 2019/20 foi negociada anteriormente e entregue nos últimos meses.

Segundo agentes, o volume de café na mão de produtores rondonienses corresponde de 30 a 20% do total produzido.

Para o arábica, os preços domésticos levantados pelo Cepea também avançaram nos últimos dias, sustentados especialmente pelos fortes avanços do dólar e dos futuros da variedade.

Nessa terça-feira, o Indicador CEPEA/ESALQ do café arábica tipo 6 bebida dura para melhor fechou a R$ 420,55/saca de 60 kg, leve alta de 0,3% em relação à terça anterior, 27.

Fonte: Cepea

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *