Agricultores do oeste da BA preveem perda de 10% na safra do café

Imprimir
O calor que vem fazendo na região oeste da Bahia deve afetar a safra de café da região, segundo previsão dos agricultores. Mesmo com 100% da lavoura irrigada, o calor deve ocasionar a perda de 10% da safra.

Segundo Marcos Pimenta, presidente da Associação de Cafeicultores do Oeste da Bahia (Abacafé), a falta de chuvas não tem influência nos 14 mil hectares de café plantados na região, por causa da irrigação, mas o calor atrapalha o crescimento da lavoura.

“Embora a lavoura seja irrigada, a gente não consegue, com a irrigação, mudar o clima. Então, as altas temperaturas afetam o desenvolvimento da planta, afetam a fotossíntese, que é a planta produzir energia para seu sustento”, explica.

Estudos técnicos demonstraram que a média da temperatura na região teve aumento de 5 graus em relação a 2015. Para minimizar o impacto do clima, os agricultores estão deixando mato crescer em alguns locais das plantações.

“O mato conserva melhor a umidade, evita as altas temperaturas, e com isso a gente tem diminuído esse impacto”, afirma Marcos Pimenta.

O agricultor Cláudio Marçal espera que o clima melhore para a próxima safra. “Deus abençoe que as previsões se cumpram porque estão falando que vai ser um ano bom de chuva, para que a gente possa ter uma safra boa na região”, disse.

Agricultores estão deixando mato crescer em alguns pontos da lavoura, para amenizar o calor (Foto: Reprodução/TV Oeste)
Agricultores estão deixando mato crescer em alguns pontos da lavoura, para amenizar o calor (Foto: Reprodução/TV Oeste)

Fonte: G1 BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *