Adolfo Ferreira é eleito presidente da BSCA

Imprimir

O Conselho Diretor da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) elegeu, no dia 1º de dezembro, Adolfo Henrique Vieira Ferreira para a presidência da entidade. Membro da quarta geração de uma família cafeicultora e associado desde 2001, ele comandará a principal entidade de cafés especiais do País, até 30 de novembro de 2016, prometendo estender o trabalho voltado a marketing e divulgação dos Cafés do Brasil. “O avanço dessas ações se dará com a continuidade de parcerias com a (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) Apex-Brasil, o Sebrae, nossos associados de todos os setores — produção, exportação, indústria de torrefação e cafeterias — e demais membros da cadeia, buscando sempre agregar mais valor ao nosso café”, destaca.

Adolfo revela que seu trabalho principal será buscar melhores resultados para os membros da Associação, almejando colocar cada vez mais produtores no mercado. “Além das exportações, teremos bastante foco no público interno em 2016. O trabalho feito pela BSCA ao longo de todos esses anos descobriu e apresentou ao mundo várias regiões e origens produtoras de cafés especiais antes desconhecidas de todos. Com o nosso programa Cup of Excellence e outras ações que realizaremos durante o próximo ano, continuaremos garimpando novos cafés, novas regiões e, principalmente, novos produtores de cafés diferenciados”, pontua.

Detentor de um perfil sereno e agregador, o novo presidente entende que para ampliar a representatividade dos cafés especiais no Brasil e no mundo é necessário fazer uma ação conjunta com todas as entidades privadas e órgãos dos governos de todas as esferas. “Essa sinergia permitirá a estruturação e o desenvolvimento de um programa único e bem executado, nos moldes do que a BSCA vem fazendo em parceria com a Apex-Brasil, para que tenhamos resultados satisfatórios a todos os segmentos da cadeia café”, explica.

O foco do trabalho conjunto entre BSCA e Apex-Brasil é apresentar ao mundo que o País possui qualidade em grande quantidade, além de ter diversidade de aromas e sabores devido às condições geográficas, aos investimentos realizados em pesquisa e tecnologia e à excelente gestão dos produtores com foco em sustentabilidade econômica, social e ambiental. “O Brasil é o principal fornecedor de café sustentável do planeta, sendo detentor do maior nível de sustentabilidade socioeconômica e ambiental, o que, aliado à paixão do brasileiro pelo produto, faz do País uma verdadeira nação do café. A intenção, agora, é trabalhar para fazer com que o mundo saiba e reconheça todos os nossos valores”, conclui o presidente.

Fonte: Assessoria de Comunicação da BSCA (Paulo André Colucci Kawasaki)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *