Acordo fiscal nos EUA faz café subir 3,75% em Nova York

Imprimir

Os preços futuros das commodities agrícolas foram influenciados pelo otimismo nos mercados em geral após o Congresso dos Estados Unidos chegar a um acordo orçamentário na terça-feira.

Sem o pacote fiscal, uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos entraria em vigor automaticamente em 1º de janeiro e poderia levar o país à recessão. A notícia desencadeou a desvalorização do dólar, que torna as commodities mais atraentes para compradores internacionais, impulsionando a demanda.

Ontem, na Bolsa de Nova York, o contrato mais negociado do café subiu 3,75%, encerrando a 149,40 centavos de dólar por libra-peso.

Participantes do mercado deixaram de olhar para a grande disponibilidade do produto neste ciclo e para as perspectivas de colheita volumes ano próximo e se concentraram nas perspectivas de melhora da economia. Contribuiu para a alta a valorização do real frente à moeda norte americana, o que desestimula a venda por cafeicultores brasileiros e restringe a oferta.

Na mesma bolsa, o algodão avançou 0,29%, com suporte adicional de expectativas de queo governo chinês lance uma política significativa para a compra da pluma antes ou depois do Ano Novo lunar, comemorado em fevereiro.

Já na Bolsa de Chicago,os investidores preferiram focar o interesse enfraquecido pelas exportações norte-americanas devido aos preços altos. O trigo liderou as perdas, recuando 2,92%.Asoja caiu 1,22% eomilho, quecompete com o trigo na fabricação de ração, cedeu 1,07%.

Fonte: O Estado de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *