ABIC, BSCA e Frente Parlamentar do Café promovem degustação de café na Câmara dos Deputados

Imprimir

Nesta quinta-feira (3/9), a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA, na sigla em inglês), e a Frente Parlamentar do Café realizam mais um dia de degustação de cafés especiais e de altíssima qualidade na Câmara dos Deputados. A data foi escolhida em função da realização de audiência pública para debater a instituição de uma “Política Nacional de Incentivo à Produção de Café de Qualidade”.

Serão oferecidos cafés de excelência, produzidos em diversas origens e preparados, como ‘espressos’ ou filtrados, por experientes baristas, que também apresentarão dicas sobre como obter o melhor da bebida. O serviço será realizado, das 8h30 às 16h30h, no Hall da Taquigrafia, que é a área de acesso dos gabinetes dos parlamentares ao plenário.

Nesta segunda edição da promoção da qualidade dos cafés do Brasil (a primeira foi em 28 de maio), a ABIC divulgará o mote da sua campanha de marketing – Bota Mais Café no seu Dia -, realizada durante o mês de agosto em programas de televisão, emissoras de rádio e nas diversas mídias sociais e em portais de entretenimento.

O objetivo da campanha foi despertar as pessoas para novas ocasiões de consumo, associando a bebida a comportamentos dinâmicos, como ‘reúne, aquece e anima’, e aos conceitos de ‘energia, disposição e saúde’. De forma descontraída e até irreverente, foi mostrado que o café é um importante e prazeroso aliado que ajuda as pessoas a darem conta das tarefas diárias, a partir de frases como: “O dia longo acabou com seu pique? Bota mais café no seu dia”.

Totalmente custeada pela ABIC, que investiu R$ 2 milhões, a campanha também reforça a importância do Selo de Pureza e o Programa de Qualidade do Café (PQC), que certifica e monitora o aroma e sabor de 160 marcas na categoria cafés gourmet associadas à entidade. Com isso, a ABIC mostra que os melhores cafés do Brasil não são somente exportados, mas ficam aqui para atender os consumidores cada vez mais interessados em cafés finos, de alta qualidade.

Liderança brasileira

No Brasil, o café é responsável pela geração de mais de 8 milhões de empregos em toda a cadeia produtiva. De janeiro a julho deste ano, os embarques do setor geraram uma receita de US$ 3,6 bilhões, volume que classifica a atividade como a quinta colocada no ranking de exportações do agronegócio brasileiro.

No campo, aproximadamente 90% das 300 mil propriedades cafeeiras são administradas por agricultores familiares, ao passo que, na zona industrial, 83% das torrefações são microempresas e 9% de pequeno porte.

Em 2014, com a colheita de 45 milhões de sacas, o consumo superior a 20 milhões e a exportação de 36,3 milhões de sacas, o Brasil permaneceu na liderança absoluta da produção e da exportação mundiais e ocupou o segundo lugar entre os consumidores (atrás dos EUA).

Fonte: ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *