9 destinos pra quem busca os melhores cafés do mundo

Imprimir

café colombia (Foto: Reprodução)

 

Café, uma das bebidas mais tradicionais do mundo. Há quem ame ou odeie. Para os que estão in love e sempre adoram procurar por sabores peculiares da bebida (só aquele cheirinho já compensa), é possível seguir a trilha dos mais desejados em todo o planeta. O site World Travel Guide elencou os nove lugares que merecem toda a atenção na hora de tomar o tão amado cafezinho. 

cafeteria Tomoca (Foto: Reprodução)

 

1) Etiópia

Aqui é possível se deliviar com a abundância de cafeterias que servem a bebida. Os indicados estão entre os becos de Harar e as casas pintadas. E também existe uma cerimônia de café onde os grãos são torrados, repassados com especiarias antes de ser fabricado em uma jebena (jarro tradicional). A sugestão é  experimentar o macchiato de estilo etíope parecido com uma versão italiana por conta da adição de gota de leite. 

Indicação: Tomoca (Wawel Street, Addis Ababa) é a mais antiga cafeteria da Etiópia com cinco filiais em toda a cidade.

 

cafeteria istambul (Foto: Reprodução)

 

2) Istambul, Turquia
O sultão Suleiman ficou viciado no cafezinho e até pediu para refinarem o processo que ferve lentamente o feijão com açúcar a gosto. Então, se joga no café turco.

Indicação:  Mandabatmaz (Olivia Geçidi 1A, Beyoglu)

3) Melbourne, Austrália
Foi a primeira cidade a surfar no café da revolução de terceira onda: loja especializada de café. Com mais de 50 casas de café especializadas, Melbourne continua a ser a capital de cafeína.

Indicação: Experimente uma das 114 Berkeley Street e deguste o que há de melhor em café.

4) Itália

A Itália esconde seus melhores bares de café expresso. Café na Itália é tudo sobre a tradição, então copiar os moradores e tomar seu café no bar. Os italianos geralmente começam com um café com leite no café da manhã, mas depois a aposta ficam nos espressos para o resto do dia.

Indicação: a ideia é combinar o antigo ao novo. Vá ao Taglio (Via Vigevano 10). 

 

Starbucks  (Foto: Reprodução)

 

5) Seattle, EUA

Ame ou odeie, Starbucks mudou a forma de como nós bebemos café para uma geração. Na década de 1970 e 80, eles mudaram paladares americanos ao ensinar outra forma de tomar a bebida além do café instantâneo. Hoje, é um império com mais de 6.000 lojas em 30 países, iluminando o mundo com Frappuccinos.

Indicação: provar um frappuccino (, sabor café congelado coberto com chantilly), na primeira casa de café Starbucks (1912 Pike Place Market).

café central (Foto: Reprodução)

 

6) Viena, Áustria
Muitas casas de café antigas sobrevivem até hoje, incluindo Café Central, Café Landtmann e o favorito Café Griensteidl, de Leon Trotsky.

Indicação: invista em um melange, espresso coberto com chantilly no Café Central (Herrengasse 14), que mantém a sua majestade com colunas de mármore, doces maravilhosos e uma estátua do escritor Peter Altenberg.

cafeteria Magots (Foto: Reprodução)

 

7) Paris, França

Tomar um café no café mais antigo da capital, Le Procope, o elegante café que foi palco para os gostos de Rousseau, Voltaire e Robespierre, em seu auge. Paris também tem uma série de excelentes cafés, incluindo Coutume Café, que tem uma enorme coleção de engenhocas de café para admirar.
Indicação: um café preto pequeno, mas forte. Você encontra os melhor no Café les Deux Magots (6 lugar Saint-Germain des Prés), onde há sombra debaixo de árvores, sombrinhas e é possível ainda promover um encontro com a história da literatura.

café colombia (Foto: Reprodução)

 

8) O Triângulo do Café, na Colômbia

Os visitantes podem assar seus próprios grãos na Sazagua Hotel Boutique em Risaralda ou aprender sobre colheita e fabricação de cerveja técnicas tradicionais no colombiano Parque Nacional do Café.
Indicação: aposta certá é o café preto fresco que pode ser adquirido no Café Jesús Martín (Carrera 6A No 14/06).

dulceria bianchini (Foto: Reprodução)

9) Cuba

Apesar de produzir alguns dos melhores grãos do mundo, embargos comerciais e nacionalização têm retardado a produção de café de Cuba durante décadas.

Indicação: bem parecido com o espresso italiano, o café cubano tem açúcar adicionado e o processo de fabricação de cerveja. Vá à cafeteria Dulceria Bianchini (Calle Sol 12), que oferece a melhor bebida e ainda dá a opção de deliciosos bolsos caseiros.

Fonte: Revista Glamour

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *