RO: Cacoal é destaque como uma das regiões mais produtivas de café

Imprimir
A região de Cacoal, em Rondônia, tem se destacado como uma das mais produtivas quando o assunto é café, resultado de boas práticas de manejo e investimento em tecnologia. Para aumentar ainda mais a produtividade e a qualidade do grão no estado brasileiro, foi realizado o Seminário Estadual de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia, na última quinta-feira (28), no Parque de Exposições de Cacoal. O evento, promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RO), foi ministrado aos cafeicultores de sete municípios.

Foto: Felipe Gombossy/Café Editora
  Foto: Felipe Gombossy/Café Editora

Na programação do seminário foram abordados temas como tecnologias para a qualidade do café rondoniense, alternativas para melhorar a qualidade do café na fase pós-colheita e sustentabilidade na cafeicultura. Na ocasião, os produtores puderam aprender sobre a importância que a qualidade do grão tem para o estado e, principalmente, nas rendas de cada um. De acordo com a analista-técnica do Sebrae, Cintia Nunes Salvador, “a intenção era sensibilizar ainda mais o cafeicultor, pois trabalhando com qualidade o produto será mais rentável”.

O seminário faz parte das ações do Projeto Cafeicultura de Rondônia, parceria entre o Sebrae e Governo do Estado, por meio da Superintendência de Desenvolvimento (Suder) e Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação(Seagri). Atendendo 300 produtores, o programa teve início em 2016 e terá duração de quatro anos. Durante o período, cerca de R$ 6 milhões serão investidos na cafeicultura do estado.

Segundo o presidente da Câmara Setorial do Café em Rondônia, Ezequias Braz da Silva Neto, a meta da entidade é chegar a 2020 com a produção de 4 milhões de sacas: “a produção do grão aumentou gradativamente no estado. Isso é fruto do investimento em tecnologia e manejo na lavoura feito pelo cafeicultor e pelo poder público. A nossa projeção é que a cada ano a colheita aumente cerca de 1 milhão de sacas”, estima.

Da redação do Café Point

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *