2020 começa com o café levemente desvalorizado na Bolsa de NY

Imprimir
A quinta-feira (02) e o ano de 2020 começam com a Bolsa de Nova York registrando leves quedas para os vencimentos do café arábica. As flutuações das principais cotações ficavam entre 60 e 80 pontos negativos por volta das 08h54 (horário de Brasília).

O contrato março/20 tinha queda de 85 pontos com valor de 128,85 cents/lb, o maio/20 era cotado à 131,10 cents/lb com baixa de 80 pontos, o julho/20 era negociado por 133,10 com perda de 85 pontos e o setembro/20 tinha valor de 135,20 cents/lb com desvalorização de 60 pontos.

Segundo informações de Jack Scoville, analista de mercado do Price Futures Group, os contratos do café seguem com poucas alterações influenciados pela incerteza sobre o tamanho da próxima safra brasileira.

“As chuvas foram relatadas nas áreas de café do Brasil para ajudar a idéias de grande produção no próximo ano, mas no geral ela permanece seca. A safra brasileira está em desenvolvimento, mas alguns exportadores dizem que estão sem suprimentos para vender”, diz Scoville.

A falta de chuvas também em outras regiões produtoras pode seguir dando suporte às cotações nos próximos dias. “A América Central teve chuvas menores do que o normal, especialmente em Honduras, de onde vem grande parte dos estoques a serem entregues. O Peru também está muito seco agora”.

Fonte: Notícias Agrícolas (Por Guilherme Dorigatti)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *