10 º Concurso de Qualidade de Cafés de Minas Gerais chega à fase final

Imprimir

Promover os cafés de Minas Gerais, agregar valor ao produto, divulgar a qualidade dos grãos produzidos no Estado é o grande objetivo do 10º Concurso de Qualidade de Cafés de Minas Gerais. O evento possibilita maior visibilidade do produto, mostrando ao país e ao mundo a qualidade dos cafés mineiros e também dá oportunidade aos pequenos e médios produtores a participarem dessa seleção.

Estado localizado na região sudeste, Minas Gerais é o maior estado produtor de café do Brasil, responde por 50 % da produção nacional e é uma das principais fontes de cafés especiais do país. Praticamente 100% das plantações são de café arábica, cultivados em 4 regiões produtoras: Sul de Minas, Cerrado Mineiro, Chapadas de Minas e Matas de Minas .

As inscrições encerraram-se no mês de Setembro e todas as fases já foram concluídas. A etapa de avaliação física e sensorial preliminar foi realizada no Centro de Excelência do Café de Machado no IF Sul de Minas em Outubro. Já a segunda etapa e a etapa final, compostas pela torração e avaliação detalhada dos atributos sensoriais foi realizada no Polo de Tecnologia em Qualidade do Café, na Universidade Federal de Lavras na última semana. Cerca de 200 amostras foram analisadas e julgadas por provadores especializados em cafés especiais. No concurso serão eleitos os melhores cafés das quatro regiões cafeeiras nas categorias café natural e cereja descascado.

Equipe de trabalho no Polo de Tecnologia em Qualidade do Café na Universidade Federal de Lavras

Dra. Rosemary G. F. A. Pereira, professora e coordenadora do Polo de Tecnologia em Qualidade do Café da UFLA, acredita que a partir do concurso, houve grande valorização da qualidade dos cafés de Minas Gerais e adoção de procedimentos adequados na colheita e pós-colheita. “O concurso confere maior visibilidade aos produtores, oportunidade de negócios e valorização da qualidade do café mineiro. As ações de ensino, pesquisa e extensão, chegam ao produtor de forma educativa, aspectos importantes em épocas de crise”, explicou a professora.

Marcos Antonio Fabri Junior, Gerente Regional da Emater – MG destacou a importância do concurso para o produtor. “Os produtores estão se preocupando em melhorar constantemente seu processo produtivo e como conseqüência, reconhecimento nacional e internacional da qualidade do seu produto”, explicou Fabri.

A Emater-MG, junto a todos os demais parceiros realizadores do concurso, está trabalhado para atender os cafeicultores em boas práticas de produção de café, dentro do Programa CERTIFICA MINAS-Café. Para Fabri, “isto tem dado bons resultados na organização e gestão das propriedades certificadas e muitas já conseguiram alinhar este resultado com qualidade e agregação de valor ao produto. Muitos cafeicultores premiados nestes dez anos de concurso foram motivados e também ajudaram a motivar outros companheiros, mostrando que qualidade agrega valor, mesmo em épocas de preços baixos”.

O Concurso Estadual fará a premiação dos cafeicultores, com entrega de certificados de finalistas, entrega de troféus para os 03 melhores cafés de cada categoria de cada região cafeeira e também homenageará os dois melhores cafés de Minas Gerais, com o título de Campeão Estadual da Qualidade de 2013. O evento de premiação será uma oportunidade para comercialização dos cafés vencedores de cada região cafeeira e dos vencedores estaduais. A divulgação dos vencedores do concurso será realizada em Lavras, em data a ser confirmada.

O Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é organizado pelo Governo do Estado por meio da SEAPA (Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), EMATER – MG (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais), UFLA e IF Sul de Minas/Campus de Machado). 

 

 

Fonte: Rede Social do Café (Daniela Novaes)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *